Death Note e Valores

ATENÇÃO: Esse texto contém spoilers sobre Death Note. Se você não viu o anime e pretende assistir, não leia o texto!

Para quem não me conhece, sou fã de animes e mangás (aliás, adoro tudo o que está relacionado a cultura oriental). Porém, não costumo ver animes com tanta frequência ultimamente, até porque tenho mais o que fazer da vida.

Quero falar sobre uma coisa que está me deixando pensativa e essa coisa tem a ver com o anime Death Note.

Death Note foi exibido no Brasil em 2009 e é dividido em 37 episódios. A trama gira em torno de um caderno com poderes inimagináveis, que cai por acaso nas mãos do estudante Light Yagami. O rapaz logo percebe que, ao escrever ali o nome de qualquer pessoa que escolha, ela acaba morta!  (FONTE: AnimeQ). Este tipo de caderno pertence aos deuses da morte (Shinigamis), que o usam para anotar o nome dos humanos quando chega a sua hora. Light conhece um Shinigami chamado Ryuuku, que passa a acompanhar o garoto para qualquer lugar.

Light (Kira) e seu Death Note

Light (Kira) e seu Death Note

Pra resumo da história: Light Yagami descobre que tem uma grande fonte de poder em suas mãos e a usa para aniquilar os crimes do mundo. Malfeitores começam a morrer de ataques cardíacos, é um verdadeiro massacre. A população espalha um boato de que esses acontecimentos estão sendo causado por uma entidade superior, ao qual passam a chamar de Kira (referência a killer). A polícia passa a suspeitar desses incidentes e é aí que entra em cena o meu personagem favorito de todo o desenho.

L. Pálido, cabelos negros, olheiras, magro, má postura e uma queda anormal por doces. L é conhecido por solucionar os casos mais difíceis, com ou sem a ajuda do FBI (ou Interpol). Kira tenta de tudo para escrever o seu nome no Death Note, mas sem sucesso.

L :D

L :D

Não demora muito para que L comece a suspeitar de Light, que é mantido preso sobre suspeita por um determinado período de tempo. Todos acham que L está enganado e que está sendo maldoso ao manter Light preso, mesmo sem nenhum prova contundente.

Sem escolha, L solta Light de seu cativeiro e esse, sem as memórias do Death Note (pois ele pediu a Ryuuku que fizesse isso), ajuda a equipe de investigação a procurar o famoso Kira. Claro que tudo fazia parte do plano de Light.

Quando um suposto Kira é preso, Light toca novamente no caderno e todas as suas memórias vêm à tona e, em outro plano mirabolante (e diabólico), ele faz com que um outro Shinigami anote o verdadeiro nome de L no caderno.

Com a morte de L, um outro investigador entre em cena: Near, uma espécie de pupilo do primeiro (sua aparência e seu jeito lembra um pouco ao outro, a não ser pelos cabelos loiros). Ele, com todas as informações de L e mais a sua capacidade de dedução, descobre que Kira é Light Yagami.

Near, ou N. Como você quiser chamar (:

Near, ou N. Como você quiser chamar (:

Lógico que isso é só um resumo. Tem muito mais ação do que isso. ;)

Mas o que realmente me deixa pensativa são as pessoas que acham o que Light fazia certo. Eu via o anime online, por isso acompanhava os comentários de cada episódio também. Vi muitos comentando que Light deveria conseguir transformar o mundo, matando todas as pessoas más da face da Terra. O que essas pessoas não sabem é que o mundo não está separado em bem ou mau, todos no mundo cometem erros.

Além disso, Light não passou apenas a matar criminosos, mas sim qualquer um que se mostrasse contra o Kira. Muitas vezes ele cogitou matar membros da própria família e amigos, que só queriam o seu bem. O poder de controlar a vida de quem morre ou não subiu a sua cabeça e, nos últimos capítulos, ele começa a agir de maneira descontrolada. Sua risada é maníaca, seus olhos têm um brilho diabólico e todos os seus movimentos são calculados da maneira mais fria possível. Em suma, um verdadeiro psicopata.

Mesmo assim vi gente comentado que seria bom ter um Death Note na vida real, para eles escreverem o nome das pessoas que não gostam. E esses mesmos criticavam aqueles que achavam a atitude de Light errada. Diziam que quem estava errado na história era L.

E eu fiquei pensando: “Qual é o problema dessa gente?” Ainda bem que Death Note é só uma história. Imagina o que não seria esse caderno na mãos dessas pessoas que esqueceram da consulta com o psiquiatra.

Não se resolve o problema do mundo querendo acabar com o mal desse jeito, ainda mais tendo que passar por cima dos amigos e da família. O que Light queria era que todos se ajoelhassem a seus pés e temessem a sua grandiosidade. E qualquer pessoa que pensa que o que Light fez é certo e que seguiria ele se tudo fosse real, não deve estar muito bem da cabeça . Lembra um pouco o episódio que aconteceu lá na Segunda Guerra Mundial.

No fim, é como Near disse: Light não passava de um serial Killer, usando a pior arma para matar as pessoas. As vítimas não tinham chance de defesa e muitas nem sabiam o porquê de terem morrido.

Acho que esse comentário que encontrei no site AnimeQ (onde assisti o anime e acompanhei os comentários) resume bem o que eu quero dizer.

Sim, eu sei que Death Note é só uma história, mas serviu bem para mostrar como anda a mente dessa população. Mas, enfim, eu amei a trama, adorei o suspense todo e recomendo muito que assistam. Só queria deixar a minha opinião sobre uma coisa que me deixou encucada. Sei que muitos irão me odiar e que outros concordarão comigo. Por favor, não anotem meu nome no Death Note!

Bye, bye!

OBS: TEAM L E NEAR! :D

Anúncios
Etiquetado , , , , , , ,

5 pensamentos sobre “Death Note e Valores

  1. Kamila, não é só vc que é fã de animes e mangás, tbm sou super fã. Eu só vi um pouquinho do anime, e tenho medo, sim! medo! KKKKKKKKKKK
    Não consigo ver tudo. u.u

    • Kamila disse:

      haha,
      mas o anime não é tão assustador assim. Só fiquei assustada com os últimos capítulos, quando o Light começou a agir como um psicopata sem escrúpulos. Até a risada dele me dava medo, ashaushaus.

  2. Muito interessante sua descrição do anime! Assisti ele umas 3x… 1x legendado e 2 dublado… kkk… Mas enfim O kira pareceu certo com seu plano no começo, mas como você mesma citou, o poder subiu a sua cabeça, e o plano de construir um novo mundo já não parecia uma boa idéia… Sei lá, no fundo eu acho que o L é quem devia ter matado o Kira, e não o Near…

  3. Ingrid disse:

    Sinceramente, foi um dos melhores animes que já assisti, sem falar que foi o primeiro!
    Chorei quando L morreu, e me desculpe, chorei quando Kira morreu tambem D:
    Não que eu achasse que ele era o mocinho, nem que o que ele fazia era certo. Mas porque eu acho que ele foi tomado pela sensação que o poder proporciona, e começou a deixar de lado o que era ”certo e errado”. Ele mereceu a morte, mas foi triste.
    Um grande defeito de achar sempre uma coisa quase boa em todo mundo :S
    Mas ooootimo post *——-*

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: