Ricardo Augusto era um avião feio, coitado. Não era nem um pouco elegante e todos os outros aviões riam dele. Eles diziam:

– Lá vai Ricardo Augusto, gordo como um helicóptero!

E o pequeno Ricardo voava triste para bem longe.

Ele era um avião da TAMu* (Transporte Aéreo Mortal), mas todos os passageiros tinham medo de voar nele, pois além de feio Ricardo Augusto era sujo e fazia barulhos esquisitos… bem esquisitos!

Um dia uma banda super animada, cantando “minha brasília amarela, tá de portas abertas” decidiu voar em Ricardo Augusto, mas o pequenino estava tão triste e deprimido que resolveu cometer suícidio.

FIM

História originalmente feita em uma disciplina da faculdade, onde eu estava com uma espécie de humor negro.

* O “u” é para não correr o risco de processo.

A História de Ricardo Augusto: o Avião

Anúncios
Etiquetado

3 pensamentos sobre “A História de Ricardo Augusto: o Avião

  1. Realmente o o humor foi negro, mas o
    O “u” é para não correr o risco de processo foi sensacional.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: