Odeio Gatos, sqn

Nota: A inspiração para esse post veio de uma publicação na página Strormtroop3r e da minha querida gatinha, que está bem doente. Eu espero que ela se recupere logo.

Não é novidade que muitas pessoas odeiem gatos. Até você que está lendo isto deve falar: “Não gosto de gatos, nunca gostei.”, mesmo que nunca tenha convivido com um. Têm pessoas que fazem questão de mostrar seu desgosto, de deixar claro que não gostam de gatos. Como se isso fosse motivo de orgulho para elas.

No post da página Strormtroop3r, onde mostrava um cara meio mal-humorado se derretendo por um gato e uma legenda com os dizeres Quem não se derrete vendo um gato, cara?, uma grande parte dos comentários falava algo como: “Eu”, “Odeio gatos”, “Não curto gatos”, “Acho gatos nojentos” etc. Queria saber se quem fez esses comentários culpa os gatos de alguma coisa.

Eu sei que as pessoas possuem o direito de não gostarem de gatos e sei que, a maioria dessas pessoas que diz odiar, jamais faria algo para machucá-los. Eu disse a maioria, mas, infelizmente, existe uma parte que faria questão de fazer isso.

Porém, o nojo que muitos têm dos felinos é algo relacionado a independência desses seres. Se você perguntar para alguém porque ele não gosta de gatos, provavelmente irá responder: “Ah, cara. É que as vezes parece que eles se acham superiores e estão sempre ignorando a gente. Os cães não, estão sempre lá com a gente, mesmo que às vezes sejamos cruéis com eles. Eles são comapnheiros, os gatos não.”

Concordo, os felinos passam um ar de superioridade. Têm vezes que chego em casa e a gata nem dá atenção para mim. Tento chamar ela para brincar ou fazer carinho, mas ela simplesmente me olha com um ar enjoado e vira a bunda para mim. Simpática…

Em compensação, à noite ela fica me esperando para poder deitar comigo. Ela espera até madrugada a dentro se for preciso. Quando eu decido ir dormir, ela me acompanha ao banheiro, fica me assistindo escovar os dentes, me espera ansiosamente até eu ir deitar. E, quando estou na cama, ela sobe e vai até o meu rosto e encosta o focinho no meu nariz, como um beijo de boa noite, então deita e dorme perto dos meus pés.

Minha linda (:

Minha linda (:

O que eu quero dizer é que, muitas vezes, o ser humano parece estar limitado a amar aqueles que são submissos, aqueles que acatam com tudo, que parecem depender sempre deles. Minha gata não é acostumada a demonstrar grandes gestos de amor (não como o meu cachorro, que incorpora a pomba gira da felicidade sempre que me vê), mas é nos pequenos gestos que ela demosntra que sou importante para ela e que sente afeição por mim.

Uma vez li num blog, mas faz muito tempo atrás, que o desafeto aos gatos está muito ligado a questão da mulher. Os gatos eram e são até hoje um símbolo de independência feminina, da mulher que não quer ser submissa. Você não pode mandar em uma mulher independente, como se fosse donx dela, ela não vai deixar você fazer isso; e você também não pode mandar um gato subir no seu colo se ele não tiver vontade, você vai ter que agradecer se ele não resolver te arranhar. A liberdade feminina e a independência do gato são coisas que causam ódio na sociedade. Além disso, por tempos esses felinos foram ligados a bruxaria (bruxas, mulheres queimadas na inquisição por irem contra o sistema. Estão ligados?), especialmente o gato preto que muitas vezes é vítima de violência pelo medo irracional que as pessoas têm dele. Mas isso é outra história, se eu entrar nela agora vou me extender muito e cansar vocês.

GATO1-e1331223577959

Ah, não posso esquecer dos homens que têm medo de admitir que gostam de gatos por acharem que vão comprometer sua masculinade. Mas, nesse caso, o silêncio é o melhor argumento.

Têm muitas histórias sobre gatos que salvaram a vida de seus donos, ou que ficaram em depressão quando seus donos morreram. Acho que essa é a prova de como os gatos são arrogantes e não estão nem aí para quem cuida deles, sqn.

 

________________

Achei esse post, que explica melhor a questão do gato e da mulher. Não é o post que lembro de ter lido há tempos, mas é bem parecido.

Anúncios
Etiquetado , , , , , , ,

Um pensamento sobre “Odeio Gatos, sqn

  1. Bom. Eu não gosto mesmo, mas não faço maldades.
    Inclusive, uma vez na rua um gato se aproximou de mim. No começo não entendi, porque sei que gatos são ariscos e minha “não atração” por eles pode passar energia negativa que os espanta. Entretanto, este se aproximou e veio roçar nas minhas pernas. Então achei que devia retribuir o carinho. Ao fazê-lo achei 3 rosetas (bolas de espinho) no coitado. Eu tirei e ele foi embora.
    Gato interesseiro – risos – mas eu fiz uma boa ação.

    http://www.cchamun.blogspot.com.br
    Histórias, estórias e outras polêmicas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: